15 de nov de 2013

Resenha - A ilha de Kansnubra e o portal perdido

Oi pessoal!

Hoje vim fazer a resenha do livro A Ilha de Kansnubra e o portal perdido, do autor nacional Andrews Ulisses.

Introdução: Garley é um tímido garoto de 16 anos que, certo dia ao voltar da escola, encontra um medalhão de ouro. Ao colocar este medalhão no pescoço, Garley é transportado para a Ilha de Kansnubra, uma explicação para o famoso Triângulo das Bermudas. O único modo de voltar para casa é encontrando o portal, será que ele conseguirá encontra-lo e voltar pra casa?

Opinião
Bom, o autor realmente criou um novo mundo com novos povos, objetos e lugares. O livro tem uma narrativa muito simples e gostosa, que faz com que a leitura flua rapidamente. Um fato interessante é que o autor tem a mesma idade de Garley, o que faz com que o livro aborde assuntos comuns na faixa etária, como bullying.

Gostei muito como a forma em que Garley superou seus traumas, como ser perseguido na escola. Mais que isso, teve que encarar problemas muito maiores.
O que me incomodou foi o número excessivo de erros de digitação, mas isso é claro diz respeito a quem o revisou. Acho também apenas que ficaram faltando alguns acontecimentos, (Um romance entre Garley e Alix, talvez?) mas o fim do livro deixa espaço para continuação, o que eu espero realmente que aconteça.

No final, o livro tem uma reviravolta muito interessante e que sinceramente fiquei muito surpresa e não esperava, então vale a pena a leitura, principalmente se você curte fantasia e quer dar uma chance para livros nacionais.

E vocês, ficaram com vontade de ler? Deixem suas opiniões nos comentários.

Márcia

6 de nov de 2013

Resenha - Se arrependimento matasse





Introdução: Três amigos que se conhecem desde a infância decidem se reencontrar após anos sem se verem. Porém, um cruel assassinato acontece no prédio, e todos se veem numa enboscada. Devido a névoa forte, os hóspedes estão presos no hotel, e um clima de desconfiança e desespero toma conta de todos os presentes.







Opinião
Essa resenha pode conter pequenos spoilers do livro.
Bom, o livro é um romance policial, para os iniciantes no gênero pode parecer repetitivo, já que os fatos têm de ser contados muitas vezes, mas isso acaba nos instigando a terminar logo o livro, uma grande ansiosidade para saber o desfecho, o que acho bem interessante. A narrativa do autor é muito clara, e em momento algum tive que voltar páginas pois não entendi algo (o que acontece com frequência, acreditem haha).

O clima de suspense é forte, já que não se sabe o motivo do assassinato, tão pouco o assassino, então, tanto pode ser alguém desconhecido como um dos próprios hóspedes, portanto a desconfiança entre eles é evidente.

Um dos primeiros que descartei desde o início foi o John, justamente por ser suspeito demais. Depois disso, confesso que não tive mais suspeitas no livro, poderia ser algo totalmente aleatório.

A promessa de "Um final surpreendente" foi cumprida, o que me deixou muito feliz com a leitura. Gostei muito do desfecho pois foi e bem estruturado, com razões evidentes. Triste e melancólico, faz jus ao título "se arrependimento matasse". Aliás, eu acreditei desde o início que o título se devia ao fato dos amigos terem se arrependido daquela visita ao hotel, mas não é exatamente isso haha, então vale muito a pena ler, principalmente pra quem gosta de novos  autores nacionais.


É isso pessoal, deixem suas opiniões nos comentários.


Márcia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...